Federal Skilled Workers – Entenda como funciona

0 Flares Facebook 0 Twitter 0 0 Flares ×

Classe Federal de Trabalhadores Especializados (FSWC – Federal Skilled Workers)

A categoria do Federal Skilled Workers tem sido, há um bom tempo, uma das categorias de imigração mais populares e a primeira que vamos discutir em detalhes nesta bateria de posts que visam explicar melhor para todos vocês, como funcionam os processos de imigração para o Canadá.

A parte MAIS IMPORTANTE sobre esta categoria de imigração, à qual vocês devem se atentar é ao fato de que

Para este processo, se o candidato tiver as qualificações necessárias, é possível aplicar ainda estando no Brasil e sem ter a necessidade de vir para o Canadá fazendo um college ou universidade. 

Na minha opinião o FSWC é, sem dúvidas, a melhor maneira de imigrar para o Canadá. 

Vamos entender melhor:

Em 2015, o CIC / IRCC admitiu 48.744 candidatos que se qualificavam através do FSWC, como residentes permanentes no Canadá, o que faz desta categoria, a maior fonte de imigração econômica para as terras geladas.

Através do FSWC, o Canadá admite imigrantes qualificados com a experiência necessária para contribuir com a economia canadense. A seleção dos candidatos, é baseada em um sistema de pontos que avalia alguns aspectos como o nível de escolaridade do candidato, sua experiência profissional, proficiência linguística oficial, idade, experiência profissional, perspectiva de emprego e adaptabilidade.

Para determinar se um candidato cumpre os critérios do FSWC, é necessário avaliar o pedido de acordo com os seguintes critérios, e na ordem especificada abaixo:

1) Critérios mínimos estabelecidos no art. 75 da lei de imigração que diz:

  •   (1)  Para os fins da subsecção 12 (2) da Lei, a classe federal de trabalhadores qualificados é prescrita como uma classe de pessoas que são trabalhadores qualificados e que podem se tornar residentes permanentes com base na sua capacidade de se estabelecer economicamente no Canadá e que pretendem residir em uma província diferente da província de Quebec.

  • (2)  Um estrangeiro é um trabalhador qualificado se

    • (a)  no prazo de 10 anos antes da data em que é feita a sua candidatura para um visto de residência permanente, acumulou, durante um período contínuo, pelo menos um ano de experiência de trabalho em período integral ou o equivalente no trabalho a tempo parcial , na ocupação identificada pelo estrangeiro em sua aplicação como sua ocupação principal, e que esteja classificação dos grupos  0, A ou B, da lista de classificação de ocupações nacional do Canadá que você encontrará aqui.  

    • (b)  durante esse período de trabalho, realizou as funções descritas na lista de ocupações do NOC;

    • (c)  durante esse período de trabalho, realizou um número substancial das principais funções da profissão conforme estabelecido nas descrições das ocupações contidas no NOC, incluindo todos os deveres essenciais;

    • (d)  apresentou os resultados de um teste de linguagem aprovado pelo sistema de imigração do Canadá (os mais comuns são IELTS e CELPIP), cujos resultados devem ser fornecidos por uma organização ou instituição designada nos termos dessa subseção; que deve ter menos de dois anos na data em que que o seu pedido de visto de residência permanente é feito; e deve indicar que o candidato cumpriu ou excedeu o limite de proficiência linguística aplicável em inglês ou francês que é fixado pelo Ministro nos termos da subsecção 74 (1) para cada uma das quatro áreas de habilidades linguísticas; e

    • (e)  apresentar um dos seguintes:

      • (i)  sua credencial educacional canadense (diploma, certificado, degree), ou

      • (ii) o  seu diploma, certificado ou credencial estrangeiros e a avaliação de equivalência, cuja avaliação deve ter menos de cinco anos na data em que a sua candidatura é feita.

 

Sobre o Sistema de Pontos para a seleção de candidatos

Os critérios de seleção (sistema de pontos) do programa do Federal Skilled Worker estão estabelecidos no art. 76 – 83 da lei de imigração do Canadá e serão explicados por mim, em posts separados no intuito de facilitar a compreensão de todos vocês. Neste primeiro momento, abordaremos apenas informações gerais sobre o sistema, tais como:

O trabalhador especializado deve receber o mínimo de pontos requeridos em cada aspecto com base nos seguintes fatores, à saber:

  • (i)  educação

  • (ii)  proficiência nas línguas oficiais do Canadá

  • (iii)  experiência

  • (iv)  idade

  • (v)  emprego organizado

  • (vi)  adaptabilidade

  • (b)  o trabalhador qualificado deve ainda:

    • (i)  ter sob a forma de fundos transferíveis e disponíveis, não comprometidos por dívidas ou outras obrigações, um montante igual a metade do rendimento mínimo necessário aplicável ao grupo de pessoas composto pelo trabalhador qualificado e seus familiares, ou

    • (ii)  provar que está devidamente contratado por empregador que tenha seguido todas as diretrizes que regulam a contratação de funcionário estrangeiro.

  • (2)  Draws: Periodicamente, o Ministro disponibilizará ao público o número mínimo de pontos exigidos de um trabalhador qualificado, com base em:

    • (a)  o número de aplicações por trabalhadores qualificados como membros da classe federal de trabalhadores qualificados atualmente em processamento;

    • (b)  o número de trabalhadores qualificados que se tornem residentes permanentes de acordo com o relatório ao Parlamento referido na seção 94 da Lei; e

    • (c)  o potencial, levando em consideração fatores econômicos e outros fatores relevantes, para o estabelecimento de trabalhadores qualificados no Canadá.

É importante mencionar ainda que, para fins de imigração, os requisitos e critérios estabelecidos devem ser cumpridos na data em que um pedido de visto de residência permanente é submetido.

Comprovação de capacidade financeira para se estabelecer no Canadá

Os candidatos que não possuam oferta de emprego, devem provar que têm dinheiro suficiente para sustentar a si mesmos e seus dependentes durante os primeiros seis meses no Canadá.

Este é o prazo estimado pelo governo para que, a maioria dos imigrantes que desejam estabelecer-se, encontrem um emprego e comecem a ganhar dinheiro suficiente para sustentar suas famílias sem recorrer aos recursos de assistência social populares. Este requisito deve ser cumprido antes de submeter a aplicação de residência permanente e durante todo o curso do processo. A comprovação financeira é baseada na configuração da família e nos valores de baixa redução de renda (SFR) para o Canadá.

Os fundos de liquidação devem estar disponíveis e serem transferíveis e desembaraçados de dívidas ou quaisquer outras obrigações. Os candidatos de países com um controle de câmbio restritivo enfrentarão um maior ônus de prova para demonstrar que os fundos são transferíveis.

Para aqueles que já estão trabalhando no país, de acordo com a seção 76 (1) (b) (ii) da lei de imigração, eles estão isentos da necessidade de fornecer provas de capacidade financeira.

Status do residente permanente

Por fim, é importante antecipar ainda que, a lei atual de imigração estabelece que um estrangeiro, que é um membro da família acompanhante de uma pessoa que faz um pedido de residência permanente através da categoria do FSWC, deve se tornar um residente permanente se, após um exame, estabelecer que:

  • (a)  o aplicante principal tornou-se residente permanente; e

  • (b)  o estrangeiro não é inadmissível (tema pra mais uns 20 posts aqui no blog hehehe). 

Benefícios

E depois de tudo isso, é preciso mencionar os benefícios que o candidato que já sai do Brasil como residente permanente tem quando chega ao Canadá:

1 – Permissão para trabalhar quantas horas quiser, em quantos empregos quiser e habilitação para concorrer à melhores vagas de trabalho;

2 – Pagar pelo ensino (college, universidade, etc), o mesmo preço que o canadense nativo paga (cerca de 1/3 do valor que o estudante internacional paga);

3 – acesso aos sistemas de saúde imediato;

4 – crédito facilitado para a compra de imóveis ou carros.

5 – acesso aos benefícios sociais

6 – contagem de tempo de residência para o processo de cidadania à partir do momento em que faz o landing.

No final do dia, é muito importante que vocês se atentem ao fato de que a lei de imigração do Canadá muda constantemente, e sempre devem verificar as regras vigentes à época da sua aplicação de residência permanente.

No caso deste post, o intuito é trazer uma ideia geral de como o processo funciona e no quê ele se baseia para aqueles que estão começando suas pesquisas sobre imigração para o Canadá.

Vale ressaltar que este post é o primeiro de uma parceria entre o Canadá Passo a Passo, a Goal Travel Canada e a Portal dos Vistos.

Se tiverem dúvidas sobre qualquer ponto aqui abordado, por favor me contatem através do email contact@goaltravelcanada.com. 

Para serviços de vistos e imigração eu costumo trabalhar com a empresa Portal dos Vistos e super recomendo à todos. 

Abraços

Danielle Roseno

Você pode gostar...

Deixe uma resposta